Babá acusada de torturar gêmeos em Caxias do Sul está em liberdade

Cristiane Prestes de Azevedo estava presa desde 15 de dezembro do ano passado


A babá Cristiane Prestes de Azevedo, 35 anos, acusada de torturar um casal de gêmeos, hoje com um ano de idade, ganhou liberdade provisória às 18h10min desta quinta-feira. 

A mulher estava no Presídio Regional de Caxias, na localidade do Apanhador, desde 15 de dezembro. O Ministério Público (MP) denunciou a babá pelo crime de tortura. Não há prazo para o processo ser julgado. 

Nas alegações à Justiça, o advogado Elton Soares informou que a babá vinha sofrendo distúrbios mentais e havia o risco de ela se matar na cadeia. A juíza Sonáli da Cruz Zluhan aceitou o pedido e ordenou que Cristiane se submeta a tratamento médico uma vez por semana e compareça a todos os atos processuais. 

O advogado também informou que a babá não irá trabalhar com crianças enquanto o processo não tiver um desfecho

Veja a entrevista da babá no Presídio Regional de Caxias:
Os pais das crianças desconfiaram de marcas no corpo dos bebês e mandaram instalar câmeras no quarto e na sala de casa da família, no começo de novembro do ano passado.

Eles viram as imagens 23 dias depois e constataram que o menino, principalmente, e a menina, foram agredidos durante sete dias diferentes. Ao analisar os vídeos, a delegada Suely Rech pediu a prisão de Cristiane, que trabalhava com a família desde julho de 2010.

Em entrevista ao Pioneiro (acima), a babá se defendeu dizendo não lembrar das agressões.
Veja as imagens das agressões:
Ouça o comentário completo de Paulo Sant’Ana no programa Gaúcha Hoje, da Rádio Gaúcha

Reações:

0 comentários: